Festival de Macau recompensa lusofonia e cineasta local

2017-01-16
Fonte: As vozes do Mundo
Foto por: Wikipedia/ Diego Delso

 

O palmarés do primeiro Festival internacional de cinema de Macau distinguiu o cinema da lusofonia. Porém o troféu do melhor filme foi atribuído ao argentino "O inverno" de Emiliano Torres. Um certame que recompensou uma jovem cineasta local, Tracy Choi, com dois galardões.
O palmarés deste primeiro festival consagrou, antes de mais, um jovem valor local: a cineasta Tracy Choi e a sua primeira longa-metragem "Sisterhood", a história de amor de duas macaenses em plena transição da soberania de Portugal para a China.
O filme obteve (...)

Cabo Verde Music Awards junta as estrelas lusófonas

2017-01-16
Fonte: Jornal de Angola
Foto por: CVMA

 

A VII edição dos Cabo Verde Music Awards by Unitel T+ já está agendada e o evento volta a ser, pelo segundo ano consecutivo, no mês de maio, no dia 06, informou a organização.
O evento passa assim, pelo segundo ano consecutivo, a realizar-se em maio, depois de a organização ter concluído que, do ponto de vista logístico e operacional, “o mês de maio era mais adequado à realização do evento”, explica a organização num comunicado.
Com a marcação da cerimónia que atribui os prémios da música cabo-verdiana para Maio, a (...)

Mousse de goiaba

2017-01-16
Fonte: Teleculinária
Foto por: Teleculinária

 

Ingredientes
• 4 dl de polpa de goiaba congelada
• 200 g de leite condensado
• 20 g de açúcar
• 3 claras
• 4 folhas de gelatina

Modo de Preparação
1. Ponha as folhas de gelatina a demolhar em água fria. Leve um tacho ao lume brando com 3,5 dl da polpa de goiaba até descongelar, retire do lume, adicione a gelatina e mexa bem até dissolver totalmente. Adicione depois o leite condensado e mexa bem.
2. Bata as claras em castelo, adicionando o açúcar (...)

FMI prevê crescimento económico de 3,2% para Cabo Verde

2016-12-13
Fonte: Portugal Digital/ Panapress
Foto por: Wikipedia/ Cayambe

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê um crescimento económico de 3,2 porcento para Cabo Verde em 2016, sustentado pelo investimento direto estrangeiro (IDE), pela procura interna, agricultura e turismo e devendo também beneficiar da ligeira retoma na Europa.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê um crescimento económico de 3,2 porcento para Cabo Verde em 2016.
O relatório final da missão técnica do FMI que esteve em Cabo Verde em outubro último, e aprovado a 18 de novembro pelo conselho de administração, indica que o crescimento previsto é sustentado pelo investimento direto estrangeiro (IDE), pela procura interna, agricultura e turismo, devendo também beneficiar da ligeira retoma na Europa.
Nesta que é última avaliação deste ano da situação económica e financeira de Cabo (...)

São Tomé e Príncipe encaixa 5,7 milhões de dólares com venda de cacau de Janeiro a Setembro

2016-12-13
Fonte: Macauhub
Foto por: Wikipedia/ jmaximo

São Tomé e Príncipe encaixou cerca de 133,2 mil milhões de dobras (5,7 milhões de dólares) de Janeiro a Setembro de 2016 com a venda de cacau, produto que representou 95,4% das exportações de produtos agrícolas, informou segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, INE, do arquipélago.

O INE adianta que em termos de valores nominais em dobras (a moeda são-tomense) registou-se uma variação homóloga positiva de 58,7% devido à “melhoria do preço de cacau” no mercado internacional.
Em termos de quantidade observou-se uma variação positiva de 51,6% com a exportação de cacau a subir de 1320 toneladas (de Janeiro a Setembro 2015) para 2000 toneladas no período homólogo de 2016.
Os restantes 4,6% na lista de produtos agrícolas exportados foram preenchidos com coco, óleo de copra, flores, café e pimenta.

União Europeia anuncia novos apoios financeiros a Moçambique

2016-12-13
Fonte: Macauhub
Foto por: Wikipedia/ Hansueli Krapf

A União Europeia vai apoiar Moçambique com um financiamento de 740 milhões de dólares ao Orçamento de Estado ao longo dos próximos cinco anos, para aplicação em programas de abastecimento de água, energias renováveis, agricultura e de criação de emprego nas zonas rurais, anunciou o embaixador da UE em Moçambique.

Sven von Burgsdorff, que efetuava uma visita a Quelimane, disse que o recomeço do apoio financeiro europeu está, no entanto, dependente do progresso das acções que estão a ser desenvolvidas pelo governo de Moçambique, no âmbito das recomendações do Fundo Monetário Internacional (FMI) relativamente à dívida pública do país.
O embaixador europeu, citado pelo jornal Notícias, de Maputo, manifestou-se satisfeito com os avanços que se registam no diálogo entre o governo moçambicano e o FMI, uma das condições não só para esta (...)

Macau e Shenzhen reforçam cooperação com países de língua portuguesa

2016-12-13
Fonte: Macauhub
Foto por: Wikipedia/ Brücke-Osteuropa

Shenzhen expandiu ao longo de 2016 a cooperação com os países de língua portuguesa, afirmou no passado dia 30 de novembro, em Macau, o presidente daquele município, Xu Qin, que atribuiu essa expansão aos esforços desenvolvidos pelo governo de Macau.

Xu acrescentou que a participação na iniciativa nacional “Uma Faixa, Uma Rota”, no intercâmbio económico, comercial e cultural, gera um grande espaço de cooperação e potencialidades para as duas cidades do Delta do Rio das Pérolas e adiantou que Shenzhen, que é um dos três grandes centros financeiros da China, poderá ajudar a promover o sistema financeiro de Macau.
O presidente do município de Shenzhen foi recebido pelo Chefe do Executivo, Chui Sai On, num encontro que serviu para analisar os resultados obtidos na cooperação bilateral (...)

Comércio entre a China e países de língua portuguesa excede 69 mil milhões de dólares de Janeiro a Setembro

2016-12-13
Fonte: Macauhub
Foto por: Cortesia de khunaspix de FreeDigitalPhotos.net

As trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa apresentaram uma redução de 9,61% no período entre Janeiro e Setembro para 69 128 milhões de dólares, de acordo com dados oficiais chineses divulgado pelo Fórum de Macau.

 Nos primeiros nove meses do ano a China vendeu aos oito países de língua portuguesa bens no valor de 21 278 milhões de dólares (menos 25,78% em termos homólogos) e comprou a esses países mercadorias cujo valor ascendeu a 47 850 milhões de dólares (+0,09%), absorvendo um défice comercial de 26 572 milhões de dólares.
O Brasil chamou a si 75% das trocas comerciais com a China do total dos países de língua portuguesa com 51 673 milhões de dólares (-7,08), tendo vendido à China bens no valor de 35 856 milhões de dólares (+6,59%) e (...)

Angola retoma crescimento em 2017, afirma FMI

2016-12-13
Fonte: Macauhub
Foto por: Wikipedia/ David Stanley

O crescimento da economia de Angola deverá aumentar para 1,25% em 2017, depois de 2016 representar um ano de crescimento nulo, reflectindo a recuperação do sector não petrolífero, de acordo com um relatório quarta-feira divulgado em Washington pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

O mesmo relatório, que dá conta dos resultados da missão de 2016 ao abrigo do Artigo IV, adianta que a taxa de inflação deverá aumentar ate ao final do ano para 45%, antes de decrescer para uma taxa de 20% em 2017, em resultado da aplicação de condições monetárias mais restritivas e de uma moeda nacional mais estável.
As perspetivas a médio prazo são de uma recuperação gradual da atividade económica, embora existam riscos, entre os quais um declínio adicional nos preços do petróleo e atrasos na aplicação das reformas (...)

Economia de Macau iniciou processo de transição importante, FMI

2016-12-13
Fonte: Macauhub
Foto por: Wikipedia/ Diego Delso

A economia de Macau iniciou um processo “importante de transição”, tendo o governo aproveitado a oportunidade para adotar um modelo económico menos volátil e com fontes de financiamento mais sustentáveis, afirmou o Fundo Monetário Internacional, em comunicado divulgado em Washington.

A missão do FMI que esteve no território de 03 a 14 de novembro e que irá produzir um relatório num prazo de três meses adianta no comunicado que a perspectiva de médio prazo permanece forte e acrescenta que Macau encontra-se bem posicionado para beneficiar de um crescimento estável e sustentável na escala inferior de um a nove por cento.
Embora a economia de Macau vá registar uma contracção pelo terceiro ano consecutivo em 2016, a procura externa iniciou um processo de recuperação com as receitas dos casinos a serem positivas há (...)