Setor Postal regista crescimento pelo quinto ano consecutivo

2016-07-12
Fonte: CTT-Correios de Portugal / Postal Technology International
Foto por: Cortesia de Stuart Miles em FreeDigitalPhotos.net

O setor postal registou, em 2015, um crescimento anual da receita de 2,5%, segundo um relatório preliminar publicado pelo International Postal Corporation (IPC).

Confirmando-se o seu rigor, este será o quinto ano consecutivo em que o setor consegue um crescimento de receitas, principalmente impulsionado pelo aumento dos volumes relacionados com o e-Commerce.
Enquanto que os volumes de correio diminuem na maioria dos mercados, a receita de correio cresceu em média 0,9%, com os operadores postais a apostarem na simplificação das operações e no aumento da sua eficiência.

Junho 2016

10 previsões para o futuro da Internet das Coisas (IdC)

2016-07-12
Fonte: Ahmed Banafa Perito em IdC | Autor | Palestrante

Uma procura no Google por “Internet das Coisas” revela mais de 280.000 resultados, graças à relação que é feita entre eletrodomésticos inteligentes, o automóvel conectado, a IdC passou a fazer parte da gíria popular. Mas esse não é o retrato completo, segundo a citação de Gartner Nick Jones, Vice-Presidente e distinto analista “A IdC exige um amplo leque de novas tecnologias e aptidões que muitas organizações ainda têm de dominar” e afirma ainda “um tema recorrente do espaço da IdC é a imaturidade das tecnologias e serviços e dos vendedores que os vendem. Estruturar esta imaturidade e gerir o risco que cria será um desafio chave para as organizações que a exploram. Em muitas áreas tecnológicas, a falta de aptidões criará desafios significativos”.

Em anos futuros, a IdC será completamente diferente do que hoje é. A IdC é um mercado de projetos de raiz. Novos intervenientes, com novos modelos comerciais, abordagens e soluções podem aparecer não se sabe de onde e submergir os incumbentes. Mas os negócios são o mercado-chave. Enquanto se fala de aparelhos inteligentes (wearables) e casas conectadas, o real valor e o mercado imediato para a IdC está nos negócios e nas empresas. A adoção da IdC será muito mais semelhante ao modelo de difusão das tecnologias de informação tradicionais (...)

Modelos de Negócio na Internet das Coisas

2016-07-12
Fonte: Linkedin
Foto por: Linkedin

A Internet das Coisas (IoT) é uma rede de coisas ligadas entre si e refere-se a um ecossistema, incluindo objetos, conetividade e aplicação/serviços. Existem algumas projeções sobre a dimensão do mercado até 2020 que variam significativamente, embora todas concordem num mínimo de $1 trilião, mais a atividade económica decorrente da IoT. É um grande número e leva quase todas as empresas (mesmo que remotamente relacionadas com a IoT) a aderir ao entusiasmo pela IoT.

Considerando o interesse na Internet das Coisas e os desafios nesta área, a importância dos modelos de negócio e parcerias não pode ser demasiado enfatizada. É importante que a indústria trabalhe junta em parceria para atingir os seus objetivos. Contudo, é também importante para várias entidades compreender quem estará melhor posicionado para liderar a parceria. Irei começar com a cadeia de valor para chegar ao modelo de negócio apropriado para a IoT que deve ser baseado em parcerias e (...)

Seis passos para tornar o seu negócio verdadeiramente digital

2016-07-12
Fonte: Executive Digest
Foto por: Cortesia de jk1991 em FreeDigitalPhotos.net

Por onde é que os executivos das organizações incumbentes deveriam começar para superar a paralisia provocada pelas disrupções e apostar no digital? Uma análise da Accenture diz-lhe como, em apenas seis passos:

Reserve tempo para o pensamento criativo: As organizações que querem quebrar o molde das mentalidades e estruturas estabelecidas devem proporcionar tempo para os pensadores brilhantes de todo o negócio se juntarem e introduzirem e explorarem novas ideias. Defina um objetivo claro para orientar o processo, que em si mesmo é disruptivo.

Acarinhe uma mentalidade digital: A cultura digital começa no topo. A verdadeira transformação digital no interior (operações, cultura, práticas e (...)

Estocolmo é a cidade mais conectada do Mundo

2016-07-12
Fonte: Executive Digest
Foto por: Micha221/ Wikipedia

O Networked Society City Index 2016 dá o primeiro lugar entre as cidades mais conectadas do mundo a Estocolmo, tal como já acontecia no ano passado. O ranking elaborado pela Ericsson distingue as 41 cidades mais conectadas do Mundo tendo por base a sustentabilidade do desenvolvimento urbano e a maturidade ao nível das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

Depois de Estocolmo está Londres, seguida por Singapura, Paris e Copenhaga. O top 10 é completado com Helsínquia, Nova Iorque, Oslo, Tóquio e Seul. Nenhuma cidade portuguesa faz parte do ranking. Segundo a Ericsson, o destaque relativamente a melhorias significativas vai para Barcelona, Istambul e Jacarta, ao passo que as maiores quebras pertencem a Hong Kong, Moscovo e Dubai.
A tecnológica explica estas mudanças com o nível de maturidade da implementação das TIC: cidades com níveis menos avançados de maturidade tendem a evoluir mais (...)

Reguladores de telecomunicações da UE veem serviços de internet gratuitos como próxima batalha

2016-07-12
Fonte: Julia Fioretti / Reuters Brasil
Foto por: BEREC

Isentar alguns aplicativos online, como Facebook, do limite de dados mensal dos clientes e tratá-los como gratuitos está a ser visto como a próxima fronteira numa batalha sobre como as operadoras de telecomunicações podem gerir o tráfego das suas redes, com os reguladores a prepararem-se para apoiar as primeiras regras de "neutralidade da rede" da Europa.

O BEREC, entidade que compreende os órgãos reguladores de telecomunicações dos 28 países da União Europeia, produziu no passado dia 4 de junho um conjunto de projetos de diretrizes para como implementar as regras de neutralidade da rede que exigem que as operadoras como a Orange, a Deutsche Telekom e a Telefónica tratem todo o tráfego de internet igualmente.
Decidir se deve ser permitido que os operadores dediquem uma parte das suas redes para certos serviços, como cuidados de saúde remotos, será muito mais simples que decidir se oferecer ou (...)

Websites com conteúdos editoriais premium incentivam envolvimento dos consumidores com a publicidade móvel

2016-07-12
Fonte: Segs
Foto por: Cortesia de patrisyu em FreeDigitalPhotos.net

Estudo da Teads mostra que anúncios em vídeo nativo inseridos em artigos influem na intenção de compra mais do que aqueles colocados em feeds sociais e websites de partilha de vídeos.

A Teads, inventora da publicidade em vídeo nativo e da plataforma de "monetização" global para publishers, divulgou, no passado 21 de junho, novas conclusões sobre o rastreio ocular. A partir de um estudo realizado pela empresa, ficou comprovado que os anúncios colocados em artigos editoriais premium aumentam a intenção de compra dos consumidores em 10%. O levantamento também mostrou que os feeds sociais e websites de partilha de vídeo não têm impacto mensurável nessa questão.
As conclusões da pesquisa mostram que os usuários que (...)

Cabo submarino da Google que liga EUA ao Japão já funciona

2016-07-12
Fonte: Sapo Tek
Foto por: Google

Diz que é 10 milhões de vezes mais rápido do que um modem normal e está agora “online”, para ligar desde Oregon, nos Estados Unidos, a Chiba e Mie, no Japão.

Chama-se FASTER é um sistema de cabo submarino transnacional desenvolvido com o apoio de seis grandes empresas, entre elas a Google, e vai permitir ligações de alto débito entre os Estados Unidos e o Japão, beneficiando outros pontos pelo caminho.
Estamos a falar de qualquer coisa como 9.000 km de fios para uma capacidade total de 60Tbps (terabits por segundo), “mais do que o fornecido por qualquer cabo submarino ativo existente e 10 milhões de vezes mais rápido do que o seu modem por cabo”, garante Urs Hölzle, Google SVP.
O (...)

Microsoft compra LinkedIn

2016-07-12
Fonte: APDC
Foto por: Linkedin

A Microsoft chegou a acordo para a aquisição do LinkedIn, naquela que será a sua maior operação de sempre: 26,2 mil milhões de dólares (23,3 mil milhões de euros). A rede social profissional vai integrar a divisão de produtividade da gigante tecnológica e o seu atual CEO continuará a liderar o projeto.

A operação foi anunciada no passado dia 13 de junho e trará à Microsoft 433 milhões de utilizadores profissionais, que terão acesso aos seus serviços e aplicações de produtividade. A gigante financiará maioritariamente a compra através de novo endividamento, passando o LinkedIn a fazer parte da divisão de produtividade e de processos de negócio, onde se incuiu o seu software do Office para clientes empresariais e consumidores, o Skype, o serviço de armazenamento na cloud OneDrive e a solução Dynamics CRM.
"A equipa do LinkedIn (...)

Redes sociais substituem marcas tradicionais

2016-07-12
Fonte: APDC
Foto por: Cortesia de arztsamui em FreeDigitalPhotos.net

Cerca de 51% dos internautas acedem às notícias através do Facebook e de outras redes sociais. Sendo que 12% têm estes sites como fonte principal de notícias. Em Portugal, este número chega a atingir os 66%. Os números são do Reuters Institute e mostram que as redes sociais estão cada vez mais a ameaçar a sobrevivência das marcas tradicionais de notícias.

A quinta edição do Digital News Report, do Reuters Institute for the Study of Journalism, da Universidade de Oxford, conclui que as redes sociais estão não só a dominar o panorama jornalístico digital, como a criar grandes entraves à sua afirmação e continuidade. Esta análise abrange 26 países, incluindo Portugal.
Nas redes sociais, o Facebook destaca-se, com 44% dos inquiridos a identificarem a rede social como o site mais utilizado na hora de ler notícias. Youtube (19%) e Twitter (10%) ocupam o segundo e terceiro lugar. (...)