FESTin regressa a Lisboa em março

2017-02-12
Fonte: C7nema
Foto por: Festin

 

O 8.º FESTIn: Festival de Cinema Itinerante de Língua Portuguesa regressa a Lisboa já no próximo mês de março, entre os dias 1 a 8, convocando uma mostra inteiramente falada em português, com convidados especiais e a Mulher com tema central. Serão mais de 70 filmes, uma seleção lusófona que arranca com O Outro Lado do Paraíso, a obra de Andre Ristum, e encerra com Elis, a cinebiografia da cantora brasileira Elis Regina, dirigido por Hugo Prata, e cuja protagonista, Andréia Horta, marcará presença no festival. Outra presença destacada neste oitavo ano é a da atriz Mariana Ximenes, "cara" conhecida pelas inúmeras telenovelas da Globo, que vem demonstrar ao público português, através do FESTin, a sua faceta mais cinematográfica. A atriz apresentará dois filmes em competição, Prova de Coragem, de Roberto Gervitz, e Quase Memória, do lendário cineasta brasileiro Ruy Guerra.
O FESTin contará ainda com duas antestreias portuguesas, o novo trabalho de Sérgio Graciano (Assim Assim), Uma Vida à Espera, e a primeira longa-metragem de José Pedro Lopes, A Floresta das Almas Perdidas, uma obra de contornos fantásticos e de terror, sobre duas figuras que penetram num local comum entre os suicidas. Outros filmes selecionados a merecer atenção são o documentário Curumim, de Marcos Prado, que causou certo impacto no Festival de Berlim do ano passado, a de um brasileiro condenado à morte por tráfico de drogas na Indonésia, e o regresso de Cláudio Assis (vencedor do prémio de Melhor Filme do FESTin, em 2011, com Febre do Rato), com o road movie Big Jato. O FESTin é ainda um dos eventos culturais selecionados para fazer parte da Lisboa Capital Ibero-americana de Cultura. Entre as diversas atividades no cinema São Jorge, estão previstos debates, mesas redondas, master classes e sessões especiais de cinema.
Neste último ponto, há que realçar a mostra especial do realizador cubano Titón (alcunha de Tomás Gutiérrez Alea), falecido em 1996. A sua viúva e protagonista de algum dos seus filmes, Mirtha Ibarra, estará presente. A atriz foi responsável pelo documentário Titón – de Habana a Guantanamera, que também será exibido. Haverá ainda uma homenagem à cineasta portuguesa Margarida Gil, onde a sua carreira será condensada e discutida no Cinema São Jorge.

Fevereiro 2017

Bookmark and Share