Nova plataforma de ensino da língua portuguesa para ajudar crianças na diáspora

2017-02-12
Fonte: Observador
Foto por: Português Mais Perto

O Ministério dos Negócios Estrangeiros apresentou, no passado dia 7 de fevereiro, uma plataforma de ensino da língua portuguesa para crianças que iniciaram o processo escolar em Portugal e agora vivem no estrangeiro.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros apresentou uma plataforma de ensino da língua portuguesa para crianças que iniciaram o processo escolar em Portugal e agora vivem no estrangeiro, disse à Lusa o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.
É uma plataforma complementar, disponibilizada a partir da Internet, que permite às crianças e aos jovens com processo escolar iniciado em Portugal manterem este contacto com o processo de aquisição de competências e de conhecimentos em língua portuguesa de forma autónoma”, afirmou José Luís Carneiro.
A plataforma “Português Mais Perto” destina-se sobretudo a auxiliar as crianças que, em virtude da emigração dos seus pais, residem no estrangeiro e poderão no futuro voltar a Portugal, acrescentou o secretário de Estado.
As crianças e os jovens de origem portuguesa escolarizados no estrangeiro constituem também um alvo desta nova ferramenta de aprendizagem.
Esta nova plataforma para o ensino e a aprendizagem da língua portuguesa terá dezenas de aulas interativas.
De acordo com José Luis Carneiro, “pode ser também ativado um tutor” para auxiliar a aprendizagem das crianças, garantido pelo instituto Camões.
Esta plataforma tem uma licença, que é o custo de instalação da aplicação, de 40 euros anuais e se houver a necessidade de um tutor será 90 euros anuais”, indicou José Luís Carneiro.
O secretário de Estado lembrou que este tipo de iniciativa também já existe para os estudantes em Portugal.
A plataforma “Português Mais Perto” resulta da colaboração entre uma editora nacional, a Porto Editora, e o Camões — Instituto de Cooperação e da Língua.
O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas estarão presentes na sessão de apresentação da plataforma, na sede do instituto Camões, em Lisboa.

Fevereiro 2017

Bookmark and Share