Gigantes tecnológicas e Softbank unem-se para construir cabo submarino no Pacífico

2017-12-09
Fonte: Sapo Tek
Foto por: Sapo Tek

Com cerca de 14.000 km, o cabo Júpiter vai ligar a Ásia e os EUA e, uma vez concluído em 2020, poderá transportar mais de 60TB de dados por segundo.

A multinacional japonesa de telecomunicações vai juntar-se ao Facebook, à Amazon e a outras empresas tecnológicas para construir o novo cabo submarino que vai ligar a cidade de Los Angeles a dois pontos principais de desembarque no Japão, nas cidades de Shima e Maruyama, e a um terceiro em Daet, nas Filipinas.
Koji Ishii, da SoftBank, disse que "a procura por largura de banda na região do Pacífico continua a crescer a uma velocidade notável e é acompanhada pelo aumento de aplicações dependentes dessa capacidade, como a realidade aumentada e virtual e vídeo 4K / 8K”, acrescentando que o cabo “Júpiter fornecerá a diversidade necessária de ligações e uma maior capacidade para atender às necessidades do mercado em desenvolvimento", noticia o Venture Beat.
Também não será surpresa o interesse do Facebook e da Amazon, uma vez que ambos dependem de transferências de dados de alta velocidade para os seus serviços e, ao terem as suas próprias redes, as grandes empresas têm controlo sobre o sistema e mantêm os custos baixos.
Têm sido muitas as empresas tecnológicas a investir em sistemas de cabos submarinos, como o cabo Marea que, com mais de 6.000 km, é o cabo submarino com maior capacidade a atravessar o Atlântico, fornecendo até 160TB de dados por segundo, tendo sido desenvolvido pela firma de telecomunicações Telxus, em parceria com a Microsoft e o Facebook.

Novembro 2017

Bookmark and Share