Google aposta em Lisboa para promover sistema Android

2017-01-16
Fonte: RTP/ Nuno Patrício e Sara Piteira
Foto por: RTP

Estamos crescentemente enraizados no mundo tecnológico. Ter acesso a um computador, em casa ou no trabalho, é cada vez mais normal e a sua utilização faz parte da rotina. Nos últimos anos, Portugal tem acompanhado esta evolução com uma séria aposta - nos domínios empresarial e governamental.

Adotar mecanismos facilitadores é um objetivo primordial de muitas empresas, sempre com o objetivo de chegar mais perto do cliente.
Atentas ao empreendedorismo nas áreas da tecnologia estão as empresas motrizes como a Google, que aproveitam as potencialidades de países como Portugal. Foi a busca de oportunidades personificadas em startups portuguesas que serviu de base ao Android Innovation Day.
Promovido pela Google, o evento pretendeu ser uma mostra do que de melhor se faz por cá utilizando a plataforma Android.
Um exemplo é a Mesh app. Fundada em Portugal em 2013, visa a Incubação de Empresas da Universidade de Aveiro e conta com o apoio do Building Global Innovators, com escritórios em Lisboa e Boston.
Outra destas empresas é a MimicryGames, dedicada ao desenvolvimento de videojogos e experiências para realidade virtual. Fundada por Thomas Papa em 2012, na Holanda, abriu um sucursal de desenvolvimento em Coimbra.
Estas empresas inovadoras, com capital humano e tecnológico nacional, explicaram as suas operações à RTP.

Uma aposta de futuro
Presente neste evento esteve o Secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, que referiu que nos próximos quatro anos, ao abrigo do programa Indústria 4.0, o Governo português vai alocar verbas superiores a mil milhões de euros para apoiar a digitalização da economia portuguesa.
"Neste momento há dezenas de negociações com empresas neste setor para vir para Portugal. Nesta área nos somos muito bons. Está provado e podemos ser líderes no mundo".
João Vasconcelos explica que este investimento não está dissociado do compromisso de ensino.
"Quando estamos a falar de tecnologia, robótica, máquinas, inteligência artificial e realidade virtual, a coisa mais importante nisto tudo não é a tecnologia. A coisa mais importante são pessoas".
"Nós temos que ter formação no Ensino Secundário, ensino profissional, para desempregados, nestas áreas, formação no Ensino Superior, mas o mais importante é a formação para ativos e para as várias gerações que não tiveram contacto com as tecnologias", explica João Vasconcelos.
"Na estratégia da Indústria 4.0, as pessoas e a formação são o ponto fundamental", insiste o governante.

Google vê Portugal como ponto de partida
Uma década é o período temporal que Nicklas Lundblad, responsável da Google para as relações institucionais na Europa, acredita ser necessário para que todo o mundo esteja ligado pela Internet.
Portugal, assinala este Vice-Presidente da multinacional norte-americana, "está num ponto interessante".
"Se olharmos especificamente para Lisboa, ela encontra-se classificada como a quinta melhor cidade para se começar. E é um local brilhante para se começar. E penso que Portugal se está a desenvolver muito depressa".

Android Innovation Day
A Google escolheu Portugal como um dos pontos de passagem para divulgar uma das ferramentas mais utilizadas pela empresa, o sistema Android.
A divulgação decorreu no dia 29 de novembro na LX Factory, em Lisboa, onde vários empreendedores e empresas interessados ou ligados ao sistema tiveram a oportunidade de se mostrar e ficar a conhecer as novas potencialidades.
Em conversa com a RTP, Nicklas Lundblad explicou que a iniciativa Android Innovation Day é uma oportunidade para refletir sobre o atual estado do sistema Android face à origem, há uma década - uma aposta da Google que consiste em criar um ecossistema livre para programadores, fabricantes e operadores.
Para Lundblad, "todos juntos", através desde sistema, "podem inovar, criar valor para a economia e também bastantes posto de trabalho".
O Vice-Presidente da Google acredita que sistemas como este podem ser, no futuro, poderosos motores económicos para a Europa.

Dezembro 2016

 

Bookmark and Share