Acessos LTE crescem 154% na América Latina em um ano

2016-12-14
Fonte: Tele Síntese
Foto por: Cortesia de cookie__cutter em FreeDigitalPhotos.net

O número de acessos LTE, chamado por operadoras também de 4G, cresceu 154% na América Latina entre o terceiro trimestre de 2015 e o terceiro trimestre de 2016. Os dados foram revelados no passado dia 02 de dezembro, pela 5G Americas, organização de reúne prestadoras de serviços móveis e fornecedores.

Os dados foram reunidos pela empresa de pesquisa de mercado Ovum. Mostram que a América Latina e o Caribe registaram 59,4 milhões de novas conexões LTE – mais que duplicando o número de acessos.
O México e o Brasil, os maiores mercados de assinantes móveis em termos nominais, ainda estão a beneficiar da maior cobertura populacional, frequentemente colocando esses países no topo do ranking de novos assinantes LTE. Mesmo assim, a grande notícia durante o 3T 2016 foi o lançamento comercial de LTE-Advanced no Chile e Peru, e outros lançamentos devem ser anunciados antes do final do ano”, diz José Otero, Diretor da 5G Americas para a América Latina e o Caribe.
Durante o trimestre, a participação de mercado da LTE manteve a sua trajetória na América Latina e Caribe, aumentando de 5,3% para 14% na comparação anual. Do total de 703 milhões de assinaturas em banda larga móvel, 97,9 milhões de conexões são LTE. A tecnologia deve atingir 109 milhões de acessos até o final de 2016 (a previsão não inclui M2M), equivalente a uma participação de mercado de 16%.
A HSPA atingiu uma participação de mercado de 47%, com 329 milhões de conexões. A LTE deve atingir 438 milhões de conexões até o final de 2021, equivalente a uma participação de mercado de 58%.

América do Norte e mundo
A LTE lidera o mercado em penetração na América do Norte, cobrindo 79% dos 360 milhões de habitantes da região. Em comparação, a Europa Ocidental registrou uma penetração de 43%, com apenas 41% na Oceânia, Leste e Sudeste Asiático. A LTE deve ultrapassar 100% de penetração na América do Norte em 2019.
Em um ano, o LTE atraiu 63 milhões de novos clientes nos últimos 12 meses, uma taxa de crescimento de 29%. Essa tecnologia registou no terceiro trimestre total de 282 milhões de conexões, devendo atingir 394 milhões de conexões até o final de 2020 (sem contar M2M), equivalente a uma participação de mercado de 92%.
No mundo, ao final de setembro, havia 1,7 mil milhões de conexões LTE, de um total global de 7,5 mil milhões de conexões celulares. Cerca de 752 milhões de novas assinaturas foram feitas nos últimos 12 meses. A projeção da Ovum é de que haverá 4,3 mil milhões de conexões LTE até o final de 2021, representando 52% do mercado de banda larga móvel até 2021.
No 5G, também já existe previsão de uso. A consultoria estima em 1 milhão de conexões de quinta geração em 2020 na América do Norte – praticamente 50% de todas as conexões globais, seguido pela Oceânia, e Leste e Sudeste Asiático com 28% e Europa Ocidental com quase 19%.

Dezembro 2016

Bookmark and Share