Estudo da DHL identifica quatro elementos chave para o futuro da logística

2018-07-12
Fonte: Revista Cargo
Foto por: DHL

A líder global na indústria de logística, DHL Express, acaba de divulgar os resultados da 4.ª edição do Radar de Tendências da Logística, um estudo pioneiro que começou em 2013. Neste relatório, a DHL revela 28 tendências que podem impactar a indústria da logística nos próximos 5 a 10 anos.

A empresa adianta que o ‘Radar de Tendências da Logística’ é elaborado através da análise de grandes e microtendências, bem como dos contributos diretos de parceiros que incluem instituições de investigação; empresas tecnológicas, startups e clientes.
A maioria dos contributos é recolhida em primeira mão dos 10 mil profissionais de logística e especialistas de tecnologia que todos os anos visitam os Centros de Inovação da DHL. Os dados são depois agregados e refletidos no ‘Radar de Tendências de Logística’, que (...)

Brasileiros estão entre os que mais valorizam segurança no e-commerce

2018-07-12
Fonte: IDG Now

Os consumidores brasileiros estão entre os que mais se preocupam com segurança na hora de fazer compras online, segundo uma nova pesquisa da Indra sobre países da América Latina e Europa.

De acordo com o levantamento da empresa espanhola de consultoria e tecnologia, cerca de três quartos (76,6%) dos brasileiros entrevistados afirmaram que valorizam a segurança acima do incômodo que essas medidas possam representar.
Logo atrás, aparecem os chilenos, com 76,2%, seguidos pelos consumidores do Peru, com 68,3%, República Dominicana, 68,1%, e México, com 62,5%. Enquanto isso, os registros favoráveis à segurança foram menores entre os consumidores de Colômbia e Espanha, com 60,2% e 56,4%, respetivamente.
Também vale destacar (...)

PSD2 abre negócio de pagamentos a outros operadores

2018-07-12
Fonte: Jornal Económico
Foto por: UE

A transposição para a lei portuguesa da nova diretiva comunitária de serviços de pagamentos está em fase de discussão na especialidade. Com a nova legislação, os bancos perdem o monopólio do acesso às contas dos clientes.

A Diretiva Europeia de Serviços de Pagamentos, Payment Services Directive 2 (PSD2, na sigla em inglês), que visa contribuir para a criação de um mercado único de serviços de pagamentos no espaço europeu, deveria ter sido transposta para a legislação nacional até 13 de janeiro de 2018. Em Portugal, o Parlamento aprovou na generalidade, a 4 de maio, uma proposta de lei que baixou à discussão na especialidade pela Comissão do Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa. A transposição da diretiva deverá estar concluída em breve. (...)

Presidente angolano quer baixar custos e melhorar fiabilidade nas telecomunicações

2018-07-12
Fonte: Observador
Foto por: Wikipédia/ DOD photo by U.S. Air Force Staff Sgt. Jette Carr for Jim Mattis

O Chefe de Estado, João Lourenço, advertiu que "a expansão dos serviços a todos os cidadãos, com qualidade e a preços acessíveis deverão ser uma preocupação permanente do setor".

O Presidente angolano alertou no passado dia 13 de junho para a necessidade de “baixar os custos” e “melhorar a fiabilidade” nas telecomunicações, com 13 milhões de utilizadores da rede móvel e cinco milhões da internet, advertindo para problemas nas redes sociais.
A expansão dos serviços a todos os nossos cidadãos, com qualidade e a preços acessíveis deverão ser uma preocupação permanente do setor”, advertiu o Chefe de Estado, João Lourenço, no discurso de abertura do fórum Angotic 2018, que se (...)

MTTI de Angola prevê financiar ideias expostas no Angotic 2018

2018-07-12
Fonte: ANGOP
Foto por: Angotic

O Ministério das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação vai financiar parte das ideias expostas na Feira Angotic 2018, porquanto estes dispositivos resolvem problemas sociais, segundo deu a conhecer o Ministro do sector, José Carvalho da Rocha.

O responsável prestou esta informação quando falava à imprensa no final da visita que o Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, efetuou aos stands da Feira Angotic 2018.
Sublinhou que a visita a tenda dedicada às Startups visa acalentar os jovens criadores destes dispositivos e dar resposta às solicitações dos mesmos.
Nós queremos conhecê-los, saber o que cada um deles está a fazer para integra-los e procurar formas de financiar os feitos destes jovens”, disse.
Para si, todas ideias expostas na tenda das (...)

O 5G anda "à espreita" em Portugal, mas o caminho ainda é longo

2018-07-12
Fonte: SapoTek
Foto por: Pexel/ Porapak Apichodilok

A próxima geração móvel não é, de todo, sobre trocar mensagens de SMS ou fazer chamadas. Agora olha-se para o streaming 4K ou para as redes que vão “guiar” carros autónomos. Em Portugal já se testa a tecnologia, mas a maior preocupação é o investimento.

A “toque” da Comissão Europeia começam a definir-se datas e acertar-se o passo para a materialização do 5G, algo que deve (começar a) acontecer em redor de 2020. Já há compromissos sobre libertação de espectro de radiofrequências e acordo para a atualização das regras de telecomunicações que, além disso, vão definir tempos e condições de licenciamento do espectro para os operadores. O objetivo é abrir caminho para a implementação das redes móveis de próxima geração.
As promessas do 5G são significativas: velocidades (...)

Países europeus combatem desinformação na web de formas distintas

2018-07-12
Fonte: Agência Brasil
Foto por: Pexels/ rawpixel.com

A pouco menos de um ano das eleições para o Parlamento Europeu, marcadas para maio de 2019, o fenómeno das fake news (notícia falsas, em inglês) preocupa os líderes, mas não há consenso sobre o que deve ser feito para enfrentar o problema.

Desde 2015 que a Comissão Europeia tem discutido o assunto. No ano passado, foi feita uma consulta pública e, este ano, o grupo de trabalho designado para o tema recomendou que o termo fake news fosse substituído pela palavra "desinformação" – que engloba informações falsas ou inexatas, criadas para obter lucro ou para prejudicar publicamente alguém ou algo.
Independentemente do termo a ser utilizado, o problema a ser resolvido é de ordem prática: como combater a disseminação de notícias falsas. Mas os países da Europa (...)

Fibra ótica: cabo submarino de quase 10 mil quilómetros vai fornecer capacidade 36 terabits

2018-07-12
Fonte: Jornal Económico
Foto por: Converge! Network Digest

Um consórcio que inclui a RTI Connectivity Pte. Ltd. (RTI-C), AARNet Pty Ltd (AARNet) e a Google, juntamente com a Alcatel Submarine Networks (ASN), filial da Nokia, e a NEC Corporation, anunciou que a construção do sistema de cabo Japão-Guam-Austrália (JGA) foi oficialmente iniciada.

O sistema de cabo submarino de fibra ótica de 9500 quilómetros oferecerá uma capacidade projetada de mais de 36 terabits por segundo (Tbps) e deverá ficar concluído no quarto trimestre de 2019.
O investimento da RTI-C no JGA será composto por capital do Fund Corporation for the Overseas Development of Japan’s ICT and Postal Services Inc. (Fundo Japan ICT), juntamente com empréstimos sindicados de instituições financeiras japonesas, incluindo a NEC Capital Solutions Limited.
O JGA está a ser construído em parceria pela ASN e pela NEC. (...)

Como a proposta para Direitos de Autor se tornou um (novo) campo de batalha entre Parlamento Europeu e as gigantes da Internet

2018-07-12
Fonte: SapoTek
Foto por: Pexels/ Artur Roman

Acusações de censura, filtragem de conteúdos e possibilidade de aplicar uma taxa por links mobilizaram milhares de pessoas para convencer os eurodeputados a votar contra a lei. No Parlamento Europeu diz-se que é uma campanha orquestrada pelas gigantas da Internet.

A proposta para reformular a aplicação dos direitos de autor no mundo digital já tem quase dois anos, mas nas últimas semanas o debate na Comissão de Assuntos Jurídicos e a votação no Parlamento Europeu fez reacender uma guerra que os eurodeputados admitiram ontem que está a tomar proporções “para além do aceitável”. Milhares de emails, chamadas e mensagens nas redes sociais tentam convencer os parlamentares a votar contra uma proposta de diretiva que alegam poder acabar com a Internet como a conhecemos.
Os eurodeputados dizem (...)

WhatsApp vai testar nova ferramenta na Índia contra fake news

2018-07-12
Fonte: Jornal Económico
Foto por: Pexels/ Anton

O recurso surge após a morte de várias pessoas, nos últimos meses, na sequência de boatos difundidos via WhatsApp.

O WhatsApp está a testar uma ferramenta para evitar a disseminação de boatos no Índia. Este novo recurso vai passar a mostrar aos usuários quando uma mensagem foi apenas encaminhada – e não elaborada- pelo remetente.
De acordo com a CNN, o governo indiano já foi informado desta medida. A situação tem preocupado fortemente as autoridades do país, sendo que, nas últimas seis semanas, mais de 10 pessoas foram mortas depois de serem falsamente acusadas de tráfico de crianças com base em boatos que circularam no WhatsApp.
Em comunicado (...)