CTT – Correios de Portugal líderes mundiais em sustentabilidade

2019-03-06
Fonte: CTT – Correios de Portugal
Foto por: CTT – Correios de Portugal

Os CTT – Correios de Portugal estão entre as empresas líderes a nível mundial em termos de sustentabilidade, com a classificação de Leadership (A-), de acordo com o ranking elaborado pelo CDP – Carbon Disclosure Project. Este ranking, considerado o principal em termos de sustentabilidade energética e carbónica a nível mundial, avaliou mais de 7.000 empresas de topo dos mais diversos setores, cuja média de classificação global foi de B-.

Também no setor postal, os CTT estão posicionados acima da média (B-), ocupando o terceiro lugar a nível mundial. O desempenho dos CTT destacou-se nas categorias energia, fixação de metas e redução de emissões e lançamento de soluções neutras em carbono, fruto da adequação estratégica, da gestão dos riscos e oportunidades decorrentes das alterações climáticas e das boas práticas já há bastante tempo seguidas pela empresa. A nível nacional, os CTT ocupam a segunda posição entre todas as empresas participantes, das mais variadas áreas.
Conscientes da importância da sustentabilidade ambiental e consciência ecológica, assim como das consequências das alterações climáticas, os CTT têm apostado em múltiplas iniciativas com o objetivo de reforçar a poupança energética e reduzir as emissões de carbono. No final de 2017, os CTT emitiam apenas cerca de 30% das emissões carbónicas produzidas em 2008: ou seja, os CTT atingiram uma significativa redução de 68% das emissões carbónicas resultantes da atividade direta da empresa desde então.
Os CTT operam atualmente com a maior frota elétrica do setor logístico a nível nacional, com 311 veículos, e adquirem desde 2016 energia verde certificada para 100% da sua atividade (associada ao consumo de eletricidade). A empresa neutralizou ainda as emissões carbónicas da totalidade da oferta Expresso e da gama Correio Verde, através de projetos de compensação carbónica selecionados por votação do público e que promovem impactos positivos ao nível da biodiversidade e do desenvolvimento das comunidades locais onde os mesmos se inserem.
Os dados completos deste ranking podem ser consultados em https://www.cdp.net/pt.

CTT agilizam desalfandegamento
Os CTT - Correios de Portugal têm à disposição dos seus clientes um portal online que permite o desalfandegamento de encomendas de forma rápida e eficaz. Na busca de tornar a experiência dos seus clientes cada vez mais simples, os CTT desenvolveram o portal Processo Aduaneiro para que os utilizadores dos seus serviços possam realizar o processo de desalfandegamento quando e onde quiserem.
Disponível em www.ctt.pt, o portal Processo Aduaneiro permite aos clientes dos CTT, aceder à informação das suas encomendas e ao estado das mesmas, simular os direitos aduaneiros, assim como entregar toda a informação necessária, reduzindo de forma expressiva o tempo médio de desalfandegamento.
A facilidade de utilização do portal Processo Aduaneiro é apenas uma das suas vantagens. Após receção do objeto em Portugal, os CTT emitem um aviso de desalfandegamento em nome do destinatário, que informa qual a documentação a ser apresentada. Para iniciar o processo, o destinatário só tem de aceder a www.ctt.pt e fazer login. De seguida, preenche os campos solicitados (com a informação relativa à natureza da transação, detalhes da compra e toda a restante informação legalmente exigida no processo), e anexa os documentos de suporte à compra. A partir deste momento o destinatário poderá iniciar o desalfandegamento.
Até ao momento, mais de 20 mil encomendas foram desalfandegadas através deste portal, sendo que na grande maioria dos casos não foi necessário solicitar documentação adicional. Este portal está disponível para todos os destinos em Portugal Continental, Açores e Madeira.
Os CTT têm apostado no Expresso e Encomendas enquanto pilar na sua estratégia de crescimento. O volume de encomendas entregues pelos operadores postais europeus aumentou, em média, 8% ao ano entre 2012 e 2016. Em 2017 o volume entregue pelos CTT em Portugal e em Espanha aumentou mais de 20%.

Fevereiro 2019

Bookmark and Share