Correios do Brasil ampliam parceria com e-commerce ao assumir operação logística das lojas virtuais

2017-12-10
Fonte: Info Money
Foto por: Correios do Brasil

Abrir uma loja virtual pode ser a diferença entre um negócio decolar ou ruir, mas se não houver um processo bem estruturado a operação toda acabar por se tornar uma grande dor de cabeça. É preciso ter um local para armazenar os produtos, organização para identificar e separar os pedidos e precisão para entregar as compras nos locais corretos.

Tudo isso deve ser feito de modo rápido e seguro, ou as avaliações negativas dos clientes podem gerar fortes impactos negativos no seu negócio. Nem todos os empresários conseguem montar uma estrutura que permita essa atuação toda de modo eficiente. É justamente para facilitar essa gestão que os Correios oferecem principalmente para as micro, pequenas e médias empresas o serviço Correios Log+, para assumir toda a operação logística de e-commerce dessas companhias. Líder no mercado, a estatal aproveita os ganhos de escala e a expertise no setor para reduzir os custos logísticos das lojas virtuais em até 47%. Ao contratar os Correios para assumir a operação logística, os clientes também têm condições especiais de preços em outras soluções, como nos envios de encomendas via SEDEX ou PAC. Uma das principais vantagens desse modelo é transferir os custos fixos com os quais o empresário arcaria, como funcionários e aluguer de espaço físico, transformando-os em custos variáveis e de responsabilidade dos Correios. Por enquanto, o serviço está disponível em cinco estados: Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco e São Paulo, além do Distrito Federal. A solução deve resolver um dos principais problemas dos empresários no e-commerce. De acordo com a 3.ª Pesquisa Nacional do Varejo Online, divulgada pelo Sebrae, a logística é a segunda maior dificuldade enfrentada na rotina da gestão do e-commerce, ficando atrás apenas da tributação. Os Correios são o maior operador logístico do Brasil, e os cases recentes mostram um pouco dessa força. A estatal fez toda a operação logística dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos da Rio 2016, e todos os anos são os responsáveis pela distribuição das provas do ENEM para cerca de 12.400 locais de provas espalhados por 1.725 municípios. Com cobertura em todo o Brasil, os Correios estão preparados para atender mesmo em momentos de elevada demanda – entre a “Black Friday” e o Natal, por exemplo, a estatal vai contratar 1.700 funcionários temporários. A empresa ainda está a investir US$ 108 milhões em 10 novos sistemas automatizados de triagem até 2020, e a expetativa é de que essa ampliação leve a uma capacidade de processamento total em torno de 220 mil encomendas por hora.

Nova política comercial
No início deste ano os Correios também lançaram uma nova política comercial. Entre as novidades apresentadas pelo novo modelo, está a mudança da marcação de preços de um conceito geográfico para uma análise que considera os corredores de negócios entre as cidades brasileiras, introduzindo uma lógica de mercado para os preços. A partir da nova política, o tráfego de encomendas cresceu 13% de maio, quando o modelo foi implementado, a outubro, se comparado ao mesmo período do ano anterior. Líder de entrega no comércio eletrónico brasileiro, a estimativa é de que a estatal represente 40% do total do mercado de encomendas no País e, de acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Comércio Eletrónico, mais de 70% das entregas do comércio eletrónico brasileiro. Os Correios oferecem soluções para todas as etapas da venda online. Conheça um pouco mais:
Envio por SEDEX ou PAC: o SEDEX é o envio de encomenda para quem tem pressa, e o PAC é para quem procura economia. Para o e-commerce, foram disponibilizados pacotes específicos com preços mais atrativos para esses serviços.
Expedição em qualquer agência: os Correios estão presentes em todos os municípios do país.
Acompanhamento da expedição à entrega: é possível acompanhar o status da encomenda, tanto pelo site dos Correios quanto por recebimento de SMS.
Clique e Retire: o cliente realiza compra na loja virtual que tenha essa funcionalidade cadastrada e a encomenda é encaminhada para a agência dos Correios escolhida pelo comprador, que recebe notificação por SMS sobre a disponibilidade do seu pedido. O número de telefone celular pode ser cadastrado no site e atualizado no portal dos Correios.
Pagamento na entrega: os Correios oferecem a possibilidade de que o levantamento da encomenda seja condicionado ao pagamento de um valor definido pelo remetente.
Logística reversa: o comprador quer devolver ou trocar um produto? Os Correios oferecem várias opções de logística reversa.
Gestão de expedição: facilidade e rapidez na preparação das expedições e gestão das informações sobre as encomendas postadas. Consulta online do CEP, endereçamento padronizado, rastreamento, relatórios gerenciais entre outras funcionalidades.
Embalagens: os Correios disponibilizam o “Guia Técnico de Embalagens Recomendadas pelos Correios”, no site da empresa, onde estão todas as informações sobre o correto acondicionamento dos produtos e o padrão adequado das embalagens. Os Correios oferecem também embalagens desenvolvidas para proporcionar uma entrega segura, à venda nas agências ou por meio da loja virtual dos Correios.
Exporta Fácil: serviço para facilitar e agilizar a exportação de produtos a partir de qualquer cidade do Brasil, para empresas de todos os tamanhos. Vender para fora do país representava 16% do valor da mercadoria no passado, e com esse serviço o valor caiu para apenas 1%.
Importa Fácil: ficou mais fácil receber encomendas internacionais. Os Correios, em parceria com a Receita Federal, criaram uma plataforma eletrónica para garantir celeridade e comodidade no recebimento de remessas internacionais, além de proporcionar mais segurança tanto para quem compra quanto para quem vende.

Novembro 2017

 

Bookmark and Share