Correios do Brasil comemorou 354 anos

2017-02-12
Fonte: ECT - Correios do Brasil
Foto por: ECT - Correios do Brasil

No passado dia 25 de janeiro, os Correios comemoraram os 354 anos de serviço postal no Brasil e, também, a data dedicada ao profissional responsável pela credibilidade e reconhecimento da população à instituição: o Dia do Carteiro.

Atualmente, a empresa conta com mais de 115 mil funcionários. Destes, mais de 50% (58.680) são carteiros, profissionais responsáveis e comprometidos com a entrega de bilhões de objetos postais em todos os cantos do país, atividade com desempenho reconhecido por variadas premiações e pesquisas.
Em 2016, pelo 14.º ano consecutivo, os Correios foram eleitos a instituição mais confiável do Brasil. O Prémio Marcas de Confiança 2016, concedido pela revista Seleções, também apontou os Correios como a segunda marca mais confiável dos brasileiros. O estudo, realizado pelo Datafolha, apontou a estatal como líder do ranking na categoria Instituições, com 73% dos votos.
Além desse reconhecimento, os Correios também receberam o prémio “Empresas que mais respeitam o consumidor 2016” na categoria serviços públicos, concedido pela revista Consumidor Moderno (do Grupo Padrão); o prémio “Líder em Logística/Transporte”, homenagem do 6.º Prémio Líderes do Brasil a empresas e autoridades brasileiras pela competência e comprometimento de líderes em prol de um país mais competitivo e sustentável; e foram eleitos uma das 15 melhores empresas do segmento de Serviços em 2016 (pesquisa realizada pelo instituto MESC – Melhores Empresas em Satisfação do Cliente).

Correios amplia atuação no e-commerce
O comércio eletrónico tem ganho cada vez mais destaque para os Correios: apenas no ano passado, a estatal realizou a expedição de 16 milhões de objetos a mais em comparação a 2015. Entre as ações de destaque está o resultado de encomendas no período da “Black Friday”, que registrou aumento de cerca de 10%.
O crescimento durante a principal ação promocional do e-commerce demonstra o fortalecimento da atuação da empresa no segmento, uma vez que o número de pedidos realizados em 2016 foi 4% superior ao do ano anterior, conforme dados do e-BIT.
Planeamento — Lojistas virtuais e consumidores finais têm utilizado, cada vez mais, os serviços de encomendas dos Correios – de entregas expressas ou não – para o envio e recebimento de produtos adquiridos via web, atendendo às diferentes necessidades de preços e prazos.
Para reforçar o compromisso da empresa com este setor, em 2017 estão a ser concentrados esforços para o desenvolvimento de soluções, bem como para adequação da oferta de serviços de encomendas voltadas ao e-commerce.

Correios inicia operação na telefonia celular
Os Correios lançarão durante o mês de fevereiro a sua operação na área de telefonia móvel. O lançamento será gradual: a primeira fase do projeto prevê um piloto em São Paulo, com implementações subsequentes em Belo Horizonte e Brasília. A meta é alcançar todos os Estados do Brasil até ao fim deste ano.
O Correios Celular vem para complementar o conjunto de serviços oferecidos pela estatal aos seus clientes, valendo-se de parceria estabelecida com a EUTV, prestadora de Serviço Móvel Pessoal (SMP) autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), que será responsável pela infraestrutura de suporte às telecomunicações.
O objetivo é atender aos clientes que buscam serviços simples, práticos e prestados com transparência e os pacotes serão planeados para estar entre os mais baratos do mercado. A confiança que os clientes depositam na marca Correios e a sua ampla rede de atendimento, presente em todo o país, são o diferencial do Correios Celular.
“Há um número enorme de brasileiros que ainda não utilizam telefonia móvel e um número ainda maior de usuários que querem algo mais de suas operadoras. Queremos ser uma boa opção para esses públicos, valendo-nos de nossa vasta capilaridade e da confiança que o brasileiro tem nos Correios”, destaca o Presidente da estatal, Guilherme Campos Júnior.
Inicialmente, serão oferecidos apenas planos pré-pagos, chips e recargas. A partir do segundo ano de operação (2018) serão iniciados estudos para definir a viabilidade da oferta de planos pós-pagos.

Fevereiro 2017

 

Bookmark and Share