CTT com nova identidade visual dos seus produtos de correio

2017-01-16
Fonte: CTT - Correios de Portugal/ Jornal de Negócios
Foto por: CTT - Correios de Portugal

Os CTT iniciam o novo ano com uma renovação completa da identidade visual dos seus produtos de correio. Esta renovação tem como principal objetivo tornar os atributos destes produtos mais esclarecedores, diretos e percetíveis, oferecendo-lhes maior modernidade e dinamismo.

Desta forma, o Correio Normal passa a ser identificado com a letra N ganhando preponderância e demonstrando clareza face ao produto em si. Para o Correio Azul apostou-se numa evolução gráfica da seta do Correio Azul, através da sua simplificação. Já o Correio Registado dá destaque às barras da marca registada que formam uma unidade sólida e marcante. O Correio de Avião Priority deixa de ter o símbolo do avião para ter representado graficamente a asa do mesmo.
Por fim, o Correio Verde representando pela letra V, traz juntamente com os seus produtos (pacotes e envelopes) uma nova mensagem: “No Correio Verde cabe tudo, até o futuro do nosso planeta”. Os CTT orgulham-se de ser uma empresa moderna e inovadora e empenhada no combate às alterações climáticas e no apoio à biodiversidade sendo que consideram essencial preservar o ambiente e garantir a sua existência para as próximas gerações.
As novas soluções são o resultado de uma maior simplificação, de uma evolução do que já existe e também de uma vontade de tornar a linguagem mais gráfica, impactante e clara junto de todos.
A nova identidade visual dos produtos de correio dão continuação ao restyling da marca já iniciado no ano passado. Este restyling da identidade visual teve em conta a nova realidade da empresa, com a sua história de quase 500 anos e património de sempre, mas apresentou uma postura mais orientada para o futuro. Teve na sua génese o respeito pelo património da marca, mas com uma atualização para a realidade dos CTT aos dias de hoje.
Segundo Miguel Salema Garção, Diretor de Marca e Comunicação, ”A marca CTT é como um organismo vivo, que ao longo de décadas tem sabido manter taxas de reconhecimento e de engagement emocional ímpares. Esta atualização é mais um sintoma dessa força da marca, a capacidade de acompanhar os tempos, mantendo atributos de confiança, proximidade e conveniência. Este restyling é também a manifestação de uma grande aposta nestes meios de comunicação de excelência”.

CTT chegam a acordo para comprar Transporta
A empresa assinou um contrato para comprar a totalidade do capital da Transporta por 1,5 milhões de euros. A compra da empresa de distribuição de mercadorias ainda está sujeita à aprovação da Concorrência.
Os CTT chegaram a acordo para comprar a “Transporta – Transportes Porta a Porta”. A informação foi divulgada à CMVM no passado dia 15 de dezembro pela empresa liderada por Francisco de Lacerda.
O Grupo informa que "celebrou nesta data um contrato da totalidade do capital social da Transporta – Transportes Porta a Porta, sociedade que atua no mercado de distribuição e transporte de mercadorias", lê-se no mesmo documento.
No mesmo documento os CTT revelam que a operação implica um investimento de 1,5 milhões de euros, mas o preço está "sujeito a ajustamentos, em particular, ao longo dos três anos seguintes ao referido fecho [da transação], podendo haver lugar a acréscimo de preço em função da geração de sinergias e rendimentos operacionais".
A operação está ainda sujeita "à verificação de um conjunto de condições suspensivas", entre as quais a não oposição da Autoridade da Concorrência.
Os CTT explicam ainda que "esta transação enquadra-se na estratégia de captura de oportunidades de crescimento em mercados adjacentes com potencial sinérgico, adicionando ao seu portfólio uma nova oferta de distribuição de objetos acima de 30 Kg e criando uma nova plataforma de expansão da empresa na cadeia de valor logística e carga last-mile".

Janeiro 2017

Bookmark and Share