20 Anos da AICEP

De 2010-11-15 a 2010-12-15

 A AICEP – Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa – é a sucessora da Associação dos Operadores de Correios e Telecomunicações dos Países (e Territórios) de Língua Oficial Portuguesa que foi constituída no decorrer do III Encontro dos Operadores de Correios e Telecomunicações Lusófonos, organizado em Bissau em Novembro 1990, tendo-se então realizado a Assembleia Constituinte da Associação.

 O Acto Constitutivo foi subscrito por 12 Operadores de Correio e Telecomunicações de 6 Países: os 5 PALOP e Portugal.
A 26 Novembro de 1993 foi celebrada formalmente, em Lisboa, a escritura de constituição e certificada a denominação adoptada – AICEP. Três dias depois, a 29 Novembro 1993 e já na cidade da Praia em Cabo Verde, é realizada a 1ª Assembleia Geral da nova Associação já formalmente criada.
Desde essa altura e até ao presente têm-se realizado com uma periodicidade anual as Assembleias Gerais Ordinárias da Associação nos vários Países e Territórios do Universo AICEP, às quais se tem sempre associado desde o início um Fórum de reflexão sobre temas da actualidade no mundo das comunicações. Em paralelo com estes eventos decorreram nos anos 2000 a 2004 reuniões dos Ministros das Comunicações do espaço CPLP.
A AICEP foi pioneira ao assumir sempre um papel de vanguarda reunindo no seu seio, e desde o início, o sector Postal, o das Telecomunicações e em 2000 a Indústria e os Reguladores.
Foi, ainda, a primeira Associação Empresarial dos Países de Língua Oficial Portuguesa.
Na Assembleia-Geral realizada no dia 19 Abril 2010 em Luanda foi alterada a sua denominação para Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa, em virtude da alteração da Estratégia a seguir pela Associação: de uma Associação de Operadores numa primeira fase (1990), a que se juntaram posteriormente (2000) os Reguladores de Comunicações e a Indústria do sector, passou-se agora (2010) para uma Associação de Comunicações do Espaço Lusófono.
Mais do que uma alteração de designação é toda uma alteração de filosofia, uma estratégia mais abrangente que os actuais 33 Membros: Operadores Postais; Operadores de Telecomunicações; Órgãos Reguladores de Comunicações; Indústria do sector, dos 9 Países e Territórios de Língua Oficial Portuguesa adoptaram.
É esta vasta e variada comunidade que se associou, ao longo dos 20 anos de existência da AICEP para em conjunto apoiarem o desenvolvimento das Comunicações (postais e de telecomunicações) que se desenvolvem em Países e Territórios que têm em comum a Língua Portuguesa.
É num contexto de profundas mutações do e no sector das Comunicações que a AICEP tem vivido e ao qual se tem adaptado assumindo um papel de vanguarda:
• no passado uma Associação de Operadores (incumbentes);
• no passado recente uma Associação de Operadores, com Reguladores e Indústria;
• hoje e no futuro uma Associação abrangente das Comunicações Lusófonas.
Aquando da sua constituição a AICEP foi visionária quando integrou no seu seio os Operadores de Comunicações, independentemente de serem postais ou de telecomunicações, demonstrando uma clara visão de convergência e complementaridade entre as duas vertentes do sector.
Foi também visionária quando congregou os seus Membros não por critérios geográficos, mas sim pela proximidade da língua e das culturas.
No actual estádio de desenvolvimento das comunicações a relação entre Operadores e Reguladores das Comunicações é cada vez mais forte, complexa e interactiva. Assim, a AICEP deverá reafirmar o seu posicionamento virado ao futuro e deverá encarar os Operadores e os Reguladores como órgãos distintos mas complementares do mesmo corpo que são as Comunicações.
Permanecendo visionária, a AICEP deverá pois manter e liderar a actual convergência dos sectores no espaço lusófono.

AICEP, cada vez mais, o parceiro natural das Comunicações Lusófonas.